O Ministro da Saúde, Nelson Teich, pede demissão do cargo menos de um mês após assumir o cargo em substituição a Luiz Henrique Mandetta. Ele ficou apenas 28 dias na função.

Em nota, o Ministério da Saúde informou que Teich pediu exoneração e marcou uma coletiva de imprensa para esta tarde, onde deverá explicar as razões para a sua saúde do governo Bolsonaro.

Divergências quanto ao uso da cloroquina, abertura da economia em plena pandemia, o decreto que incluiu academias e salões de beleza dentre os serviços essenciais sem a sua consulta e em pleno processo de fritura, Teich deve ser substituído pelo General Eduardo Pazuello, atual número 2 do ministério.

Crédito imagem: Reprodução

News Paraíba

Comentários