Justiça tenta bloquear contas do Vasco, mas só encontra R$ 34,48 e devolve valor

blank

Nas últimas horas, a Justiça, por conta do não pagamento de areia lavada, tentou bloquear as contas do Vasco. O problema é que foi só foi encontradoS R$34,48 nos cofres e o valor foi devolvido pelo magistrado. Com isso, parte dos patrocínios do Cruz-Maltino foi penhorada.

Neste sábado (16), o juiz Eric Scapim Cunha Brandão, da 28ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), determinou a penhora de R$ 38.943,52 dos contratos da instituição carioca com os patrocinadores Havan, Banco BMG, Tim e NetBet. A informação foi divulgada primeiramente pelo ‘Esporte News Mundo’.

A empresa ‘Irmãos Fernandes Comércio de Materiais de Contrução LTDA’ recorreu à Justiça para cobrar verbas do Vasco em razão de uma dívida pela compra de 570m³ de areia lavada em janeiro de 2019. O clube havia feito um acordo no curso do processo, mas voltou a ser acionado pela empresa credora, pelo não cumprimento do trato firmado em fevereiro do ano passado.

Crédito imagem: Reprodução

News Paraíba com TNT Sports