O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira (7) que seu contágio do covid-19 foi “uma bênção de Deus”, em um vídeo que ele postou em sua página no Twitter. “Acho que foi uma bênção de Deus, que me infectei. Foi uma bênção disfarçada”, disse Trump.

Segundo o R7, Trump, garantiu nesta quarta-feira que aprovará com urgência o cocktail experimental Regeneron que lhe foi administrado para tratar o covid-19 e disse que o governo o distribuirá gratuitamente.

“Vamos dar o remédio a eles, vai ser de graça, vamos distribuí-lo aos hospitais assim que pudermos”, disse Trump em um vídeo postado no Twitter. No vídeo publicado há pouco, ele afirma que o coquetel foi a “chave” para sua melhora imediata.

O presidente disse que existem grandes companhias farmaceuticas trabalhando nas fases finais para desenvolver uma vacina e que o FDA (Food and Drug Administration) também está atuando para agilizar o processo. Ele disse que logo após as eleições o país terá “uma ótima vacina”.

Reunião com assessores

Trump foi ao Salão Oval na tarde desta quarta para que seus assessores o atualizassem sobre a economia e o furacão de categoria 2 Delta, que está se dirigindo para a costa sul dos Estados Unidos, um porta-voz do Casa Branca, Brian Morgenstern.

“Acabei de ser informado sobre o furacão Delta e falei com os governadores do Texas (Greg Abbott) e os governadores da Louisiana, John Bel Edwards. Por favor, siga as instruções de seus líderes estaduais e locais”, Trump tuitou logo depois.

Desde que voltou do hospital na segunda-feira, o presidente está trabalhando na residência presidencial, localizada no segundo andar de uma mansão no coração de Washington.

Foto: Reprodução Google.

Comentários