Claro
Escuro

Exame/Ideia: Lula tem 42% e Bolsonaro, 33%

Na noite de quinta-feira (21), foi divulgada nova rodada da pesquisa Exame/Ideia. E ela é mais uma a apontar a aproximação do presidente Jair Bolsonaro (PL) do seu principal adversário, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que lidera as pesquisas.

- Continua depois da Publicidade -

Na simulação de segundo turno, com relação à rodada anterior, a diferença de Lula para Bolsonaro caiu de 13 pontos para nove pontos percentuais. Em um eventual segundo turno entre os dois, Lula teria 48% das intenções de voto e Bolsonaro 39%. A maior diferença entre os dois chegou a 17 pontos no final do ano passado, mas, desde então, vem diminuindo.

Nas simulações de primeiro turno, foi a primeira vez que a pesquisa testou o cenário sem a presença do ex-juiz Sergio Moro, que era candidato pelo Podemos, trocou de partido para o União Brasil e deixou de ser candidato. Sem Moro, Lula ganhou dois pontos, passando dos 40% que tinha em março para 42%. Mas Bolsonaro ganhou quatro pontos, passando de 29% para 33%. A distância entre os dois caiu de onze pontos para nove pontos percentuais.

De acordo com o Congresso em Foco, no cenário 1 medido pelo Instituto Ideia para a revista Exame, vem em seguida Ciro Gomes (PDT), com 10%. João Doria (PSDB) tem 3%. Simone Tebet (MDB), André Janones (Avante), Sofia Manzano (PCB), José Maria Eymael (Democracia Cristã) e Leonardo Péricles (UP) têm 1%. Luís Felipe D’Ávila (Novo) tem 0,5%. Vera Lúcia (PSTU), 0,3%. Luciano Bivar (União), 0,2%. Aldo Rebelo (sem partido), 0,1%.

“O maior destaque dessa pesquisa é a melhora do presidente Jair Bolsonaro nas intenções de voto”, avalia o fundador do Instituto Ideia, Mauricio Moura. “Essa melhora se deu por vários fatores, a começar pela acomodação dos eleitores antipetistas ou eleitores que ficaram órfãos do ex-ministro e ex-juiz Sergio Moro”. Maurício Moura também observa que eleitores evangélicos ficaram incomodados com as declarações de Lula sobre o aborto.

A pesquisa também testou outros cenários. No cenário 2, Doria é substituído como candidato por Eduardo Leite (PSDB). Nesse caso, Lula fica com 43%. Bolsonaro com 34%. Ciro Gomes com 10%. Eduardo Leite com 4%. Simone Tebet, Sofia Manzano, Eymael e Janones aparecem com 1%. Luiz Felipe D’Ávila com 0,5%. Vera Lúcia, 0,3%. Péricles e Bivar, 0,2%. E Aldo, 0,1%.

Fotos: Ricardo Stuckert e Carolina Antunes/PR

Mais Lidas

OITO ANOS INELEGÍVEL: Câmara de Cabedelo reprova contas do ex-prefeito Leto Viana

Em sessão realizada na noite desta terça-feira (09), a Câmara Municipal de Cabedelo acompanhou o parecer do TCE-PB e reprovou as contas...

Profissionais do HNSN participam do Congresso Internacional de Cardiologia Rede D’Or, em SP

Aconteceu entre os dias 5 e 6 deste mês o Congresso Internacional de Cardiologia Rede D’Or. O evento, realizado em São Paulo,...

Ao lado de Alckmin, João Azevêdo tem candidatura à reeleição homologada diante de multidão, em João Pessoa

A população paraibana mostrou que está firme, forte e junta ao governador João Azevêdo (PSB), que teve sua candidatura à reeleição homologada...

Efraim comemora aniversário da capital paraibana. “Um orgulho imenso ser filho de João Pessoa” 

Dia 5 de agosto é um dia histórico, quando se comemora o aniversário de uma das cidades mais antigas do país. Conhecida...

Luciene declara apoio à reeleição de João Azevêdo e destaca união de forças pelo bem de Bayeux

A prefeita de Bayeux, quarta maior cidade da Paraíba, Luciene de Fofinho (PDT), declarou, nesta sexta-feira (5), apoio à pré-candidatura à reeleição...