Claro
Escuro

Após 6 testes de mísseis em 1 mês, Coreia do Norte vai presidir conferência da ONU sobre desarmamento

Embora tenha executado seis testes de mísseis balísticos apenas em janeiro deste ano, mais do que o total disparado em 2021, a Coreia do Norte vai presidir a Conferência sobre Desarmamento da ONU. De acordo com o g1, a decisão gera estupor pelo próprio contrassenso: integrado por 65 países, o fórum é considerado o pilar dos esforços mundiais para combater a proliferação de armas.

- Continua depois da Publicidade -

“É como pôr um estuprador em série encarregado de um abrigo para mulheres”, resumiu Hillel Neuer, diretor executivo do grupo de monitoramento independente UN Watch.

Neuer conclama o boicote de países à conferência, que ocorrerá entre 30 de maio e 24 de junho, período em que o regime de Kim Jong-un assumirá a presidência rotativa. “Este é um país que ameaça atacar outros estados membros e comete atrocidades contra seu povo.”

A Conferência sobre o Desarmamento foi estabelecida em 1979 e originou o TNP (Tratado de Não-Proliferação Nuclear) e as convenções para a Proibição de Armas Bacterianas e sobre Armas Químicas. O rodízio entre países para ocupar a presidência é automático e dura quatro semanas.

Muito longe de ser um discípulo aplicado, a Coreia do Norte se retirou do TNP em 2003 e defende seus testes de mísseis como direito soberano de autodefesa. A intensa atividade nuclear resultou, desde 2006, em nove resoluções de sanções por parte do Conselho de Segurança da ONU.

As celebradas negociações entre Kim Jong-un e o ex-presidente americano Donald Trump estancaram depois que os EUA, sem garantias prévias, rejeitaram as exigências do regime de um alívio nas sanções. O governo Biden mantém a mesma linha, à espera de que o regime dê sinais concretos de que abandonará a atividade nuclear.

O lançamento de seis mísseis desde o início do ano revela a disposição desafiadora de Kim Jong-un, sobretudo agora, quando os EUA concentram o foco em adversários como Rússia e China. E, como avaliou Newer, designar a presidência do fórum mundial, com acesso a agências de controle de armas, a um regime autocrático mina a imagem e a credibilidade das Nações Unidas, como instituição dotada de uma bússola moral.

Combinação de imagens fornecidas pelo governo da Coreia do Norte em 28 de janeiro de 2022 de testes de mísseis que a KNCA diz terem sido realizados nesta semana em locais não revelados — Foto: KCNA via Reuters

Combinação de imagens fornecidas pelo governo da Coreia do Norte em 28 de janeiro de 2022 de testes de mísseis que a KNCA diz terem sido realizados nesta semana em locais não revelados — Foto: KCNA via Reuters

Foto: KCNA via Reuters

Mais Lidas

Vítor Hugo confirma Calcinha Preta e Zé Vaqueiro como atrações principais do Arraiá do Litoral 2022, em Cabedelo

O Arraiá do Litoral em Cabedelo volta a animar a Praça Getúlio Vargas após dois anos sem ser realizado de forma presencial,...

Prefeitos do Sertão recepcionam João Azevêdo e reforçam apoio à reeleição do governador

Prefeitos do Sertão da Paraíba reafirmaram, nesta quinta-feira (19), o apoio à pré-candidatura à reeleição do governador João Azevêdo (PSB). Dentre os...

Em nota, Cícero Medeiros explica reforma da Câmara de Santa Rita e lamenta obra parada: “Minha vida pública sempre foi um livro aberto” 

Em nota aos santarritenses, emitida na tarde desta quinta-feira (19), o presidente da Câmara Municipal de Santa Rita, Cícero Medeiros, explicou os...

BOMBA: Reginaldo Pereira acusa empresa de oferecer propina de R$ 15 milhões mais dinheiro para reeleição para privatizar água de Santa Rita; veja video

A declaração foi dada durante participação no programa Arapuan Verdade, da Arapuan FM, desta quarta-feira(18). O ex-prefeito de Santa...

Vítor Hugo anuncia construção do Centro de Convenções de Cabedelo

A noite de encerramento do Festival de Teatro e Dança foi palco de uma grande surpresa esperada há tempos pelos cabedelenses.