Claro
Escuro

5G: Claro, Vivo e TIM arrematam faixa de 3,5 GHz, considerada a principal do leilão

Claro, Vivo e TIM arremataram nesta quinta-feira (4) os três lotes na faixa de 3,5 GHz (gigahertz), considerada a principal do leilão do 5G realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

- Continua depois da Publicidade -

Segundo o G1, a faixa de 3,5 GHz foi a segunda faixa a ser licitada no leilão, que começou nesta quinta e deve terminar na sexta-feira.

A primeira frequência leiloada foi a de 700 MHz. A Winity II Telecom Ltda, ligada ao Fundo Pátria, foi a vencedora desse lote e, com isso, o Brasil contará com uma nova operadora de telefonia móvel com autorização para oferecer o serviço em todo o país.

No leilão da faixa de 3,5 GHz, os lances vencedores foram:

  • Lote B1 – vencedora Claro – R$ 338 milhões – ágio de 5,18%
  • Lote B2 – vencedora Vivo – R$ 420 milhões – ágio de 30,69%
  • Lote B3 – vencedora TIM – R$ 351 milhões – ágio de 9,22%

O edital previa ainda a oferta de um quarto lote na faixa de 3,5 GHz, com abrangência nacional. Entretanto, não houve lance.

Detalhes da faixa e obrigações

A faixa de 3,5 GHZ é exclusiva para o 5G, com capacidade de transmissão de altíssima velocidade. É a faixa de frequência mais usada no mundo para o 5G, com foco no varejo (consumidores finais) e na indústria. O espectro é considerado ideal para atender áreas urbanas.

A faixa, incluindo os lotes nacionais e regionais, foi orçada em cerca de R$ 30 bilhões, sendo quase R$ 29 bilhões destinados ao cumprimento das obrigações previstas no edital. Entre as obrigações, estão:

  • migrar o sinal da TV parabólica para liberar a faixa de 3,5GHz para o 5G, arcando com os custos;
  • construir uma rede privativa de comunicação para a administração federal;
  • instalar rede de fibra óptica, via fluvial, na região amazônica;
  • levar fibra ótpica para o interior do país; e
  • disponibilizar o 5G em todos as capitais até julho de 2022.

De acordo com o edital, serão ofertadas quatro faixas de frequência: 700 MHz (megahertz); 2,3 GHz (gigahertz); 3,5 GHz; e 26 GHz. Essas faixas funcionam como “avenidas” no ar para transmissão de dados.

É por meio das faixas que o serviço de internet será prestado. O prazo de outorga — direito de exploração das faixas — será de até 20 anos.

Cada uma dessas faixas foi dividida em blocos nacionais e regionais. As empresas interessadas farão as ofertas para esses blocos. Por isso, cada faixa de frequência pode ter mais de uma empresa vencedora, com atuações geográficas coincidentes e/ou distintas.

Cada faixa tem uma finalidade específica, então é esperado que atraiam empresas diferentes. Algumas companhias são focadas no varejo e outras em prestação de serviço para o segmento corporativos e para o próprio setor de telecomunicações.

O leilão começou pelos blocos de 700 MHz, depois pelos da faixa de 3,5 GHz; de 2,3 GHz; e terminará com os de 26 GHz. A expectativa é que o certame seja concluído somente na sexta-feira (5).

As faixas de frequência também têm obrigações de investimento que terão que ser cumpridas pelas empresas vencedoras do leilão. As contrapartidas foram definidas pelo Ministério das Comunicações e validadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e pela Anatel.

Se todos os lotes oferecidos forem arrematados, o leilão deve movimentar R$ 49,7 bilhões, de acordo com a Anatel. Desse total, R$ 3,06 bilhões para pagamento de outorgas — dinheiro que vai para o caixa do governo, e o restante para cumprir as obrigações de investimento previstas em edital.

A previsão é que o 5G comece a ser ofertado até julho de 2022, inicialmente nas capitais. Depois, o serviço será ampliado gradativamente para as demais cidades até 2029.

Foto: Frederik Lipfert

Mais Lidas

Vitor Hugo garante pagamento do piso nacional para a Educação de Cabedelo

Os profissionais da Educação da cidade de Cabedelo, na Região Metropolitana da Capital, já têm motivo pra comemorar neste início de ano.

Prefeito do PL também anuncia adesão à base política do governador João Azevêdo

O prefeito de Paulista, Valmar Arruda (PL), anunciou, nesta quarta-feira (26), sua adesão à base política do governador João Azevêdo. A decisão...

Bolsonaro autoriza aumento de 33% para piso de professores

O presidente Jair Bolsonaro autorizou o Ministério da Educação a conceder"máximo possível" de aumento para o piso de professores. De acordo com...

Justiça arquiva inquérito que citava ex-deputado da Paraíba em ‘Caixa 2’ da Odebrecht

Uma decisão da 16ª Vara da Justiça Federal na Paraíba determinou o arquivamento de um inquérito que apurava supostas doações feitas pela...

Hospital Metropolitano de Santa Rita, PB, atinge 100% de ocupação dos leitos de Covid-19

O Hospital Metropolitano de Santa Rita atingiu 100% de ocupação dos leitos de Covid-19. A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação...