Claro
Escuro

Programa Meninas na Ciência e Tecnologia lança edital para estudantes da Rede Estadual

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia (SEECT-PB), lançou nessa segunda-feira (18), pelo canal da Secretaria de Educação no YouTube, o edital do Progr{Ame}-Se: Programa Meninas na Ciência e Tecnologia. O edital é uma Chamada Pública para estudantes do ensino médio da Rede Estadual da Paraíba apresentarem propostas que contribuam para o desenvolvimento das áreas de Ciência, Tecnologia e Inovação, por meio do desenvolvimento de jogos digitais.

- Continua depois da Publicidade -

A live de abertura do edital contou com a participação do secretário de Estado da Educação, Cláudio Furtado, da Professora de Ciência da Computação na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e Pós Doutora em Sociologia, Josilene Moreira, e da coordenadora de Comunicação do Progr{Ame}-Se, Juliana César.

As ideias ou projetos serão produzidos pelas estudantes com o apoio de uma orientadora (madrinha), e precisam trabalhar a criatividade, usabilidade e potencial de contribuição com a implementação do novo ensino médio, reforçando as estratégias de implementação que envolvem processos de ensino e aprendizagem nas seguintes áreas de conhecimento: Matemática e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Física, Química e Biologia.

O secretário de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia, Cláudio Furtado, lembrou da importância de promover o acesso à tecnologia para as meninas da Rede Estadual de Ensino. “O projeto surge de um problema mundial de participação de mulheres na Ciência. A Secretaria de Educação, pensando nessa inserção e nesta política afirmativa, criou esse programa para fazer com que nossas meninas tenham mais acesso às áreas de programação e jogos. Também é importante debater essa participação feminina nas áreas de tecnologia”, comentou o secretário.

Etapas – O programa será dividido em três etapas: Escolar, Estadual e Maratonas (Hackaton). Para cada etapa será especificado o quantitativo de vagas considerando o desempenho das equipes. Cada time de candidatas deverá escolher uma das cinco unidades curriculares no ato de sua inscrição para desenvolver o jogo.

Na etapa Escolar, poderão se inscrever 30 participantes por escola, sendo que estes devem formar até seis times de no máximo cinco meninas. Esta etapa será eliminatória, na qual, será selecionado um time por escola para concorrer na etapa estadual.

Na etapa estadual, serão formados 550 times, sendo destinado um time por escola, selecionados na etapa anterior. Serão classificados 28 times que deverão se enquadrar de acordo com as áreas do conhecimento.Os 28 times participarão da última etapa Hackathon, sendo sete para cada unidade curricular especificado no edital. Nesta fase, serão classificados sete times vencedores.

Inscrição – Cada time deverá organizar a documentação solicitada, e a madrinha deverá se responsabilizar por efetuar inscrição das equipes do dia 18/10 a 01/11, por meio do link http://bit.ly/InscricaoMeninasDeCiencias.

A professora orientadora fará o papel de madrinha no processo de construção do projeto e cabe a esta profissional: ser professora da escola inscrita, ter o conhecimento de elaboração de projetos, possuir conhecimento em inovação para orientar as estudantes durante todo o processo, ajudar na resolução de problemas e auxiliar no direcionamento de ações estratégicas. O time só poderá contar com uma madrinha, porém esta madrinha poderá ser mentora de mais de uma equipe.

Premiação – Serão distribuídos brindes para todos os times inscritos, incluindo as madrinhas. Na segunda etapa, serão distribuídas premiações para as equipes vencedoras da eliminatória, incluindo as madrinhas.

Na última etapa, os setes times vencedores do hackathon serão contemplados com prêmios, um para cada aluna, junto com a madrinha orientadora. O jogo elaborado será incluído na loja oficial de aplicativos para o sistema operacional Android Play Store, como também no repositório de Games do Paraíba Educa, além de uma assessoria profissional para entrarem com a solicitação de patente do jogo.
As premiações físicas serão entregues às Gerências de Ensino e caberá às mesmas fazerem as distribuições locais.

Madrinhas – A madrinha deverá ser uma professora da Rede Estadual de Ensino autodeclarada do gênero feminino. Não é necessário lecionar as unidades curriculares de matemática, química, física e biologia.

As 28 madrinhas que forem classificadas para final, terão direito a uma bolsa da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba – FAPESQ, no valor de R$ 800,00 (oitocentos reais) durante cinco meses.

O edital está disponível, em http://fapesq.rpp.br/editais/editais-abertos/edital-no-49_2021-2013-seect_fapesq_pb-chamada-para-selecao-do-programa-meninas-na-ciencia-programe-se.pdf/view.

O Programa – O PROGR{AME}-SE: Programa Meninas na Ciência e Tecnologia, é uma iniciativa do Governo do Estado da Paraíba por meio da Secretaria de Estado da Educação da Ciência e da Tecnologia, e seu Núcleo de Projetos Especiais – NUPES, visa estimular o aumento da representatividade feminina/meninas no cenário da Ciência, Tecnologia e Inovação.

Foto: Reprodução Google.

Mais Lidas

Vice-governadora visita bases na região metropolitana

A vice-governadora Ligia Feliciano (PDT) percorreu nesta terça-feira (07) as cidades da região metropolitana de João Pessoa visitando lideranças e colhendo os...

BOMBA: Panta aumenta folha de pessoal da Prefeitura de Santa Rita para mais de R$ 12 milhões às vésperas da campanha de Dra. Jane

Em ano pré-eleitoral e com a esposa, a deputada estadual Jane Panta, candidata a reeleição, o prefeito de Santa Rita, Emerson Panta...

Bolsonaro vence eleição popular para personalidade do ano da revista Time

O presidente Jair Bolsonaro (PL) venceu eleição popular como personalidade do ano de 2021 da prestigiada revista americana "Time". A informação foi...

MP vê prescrição e opina por arquivamento de denúncia contra Lula no caso do triplex do Guarujá

A Procuradoria da República no Distrito Federal opinou pelo arquivamento do caso do triplex do Guarujá, envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula...

Ômicron: remédio da GSK-Vir funciona contra mutações, diz estudo

A farmacêutica britânica GSK informou, nesta terça-feira (7), que sua terapia contra a covid-19 baseada em anticorpos, desenvolvida em parceria com a norte-americana Vir...