A presidente do PT nacional, Gleisi Hoffmann, emitiu nota em que critica a decisão do juiz Fábio Leandro de Alencar Cunha, da 64ª Zona Eleitoral, o qual suspendeu a intervenção do PT nacional no diretório municipal do PT em João Pessoa. O magistrado entendeu que a intervenção foi ilegal e abusiva, conforme apurou o ClickPB.

Em nota enviada ao Arapuan Verdade, nesta terça-feira (20), Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, e Paulo Teixeira, secretário geral do partido, pontuaram que o PT vai recorrer da decisão e que foi uma interferência indevida do Judiciário da Paraíba em assuntos internados.

“O PT vai recorrer contra mais uma intervenção indevida do Judiciário da Paraíba em decisões internas tomadas democraticamente pela direção nacional do partido. A intervenção no diretório municipal de João Pessoa foi decidida por ampla maioria, com base nos estatutos e resoluções anteriores do PT sobre o lançamento de candidaturas nas Eleições Municipais.”, disse o PT nacional, em nota.

Saiba mais

Ainda segundo o comunicado”, no caso de João Pessoa, é a candidatura do ex-governador Ricardo Coutinho que pode unir uma frente de oposição ao governo Bolsonaro e defender os interesses da população.”

O diretório nacional alega existir uma armação contra Ricardo, candidato a prefeito apoiado pelo PT nacional, e que Anísio rompeu com a democracia partidária. “O PT não será cúmplice da armação do Governo da Paraíba e da direita para prejudicar Coutinho. É isso que significa a candidatura de Anísio, que rompeu com a democracia partidária. O PT tem lado e é o lado do povo de João Pessoa.”

Foto: Walla Santos.

Comentários