Na semana de 20 a 26 de setembro, cerca de 6,4 milhões de estudantes brasileiros não tiveram acesso a atividades escolares – o equivalente a 13,9% do total de matriculados.

Segundo o G1, os dados fazem parte da pesquisa “Pnad Covid-19”, apresentada nesta sexta-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A situação já foi pior. Segundo o levantamento, a parcela de alunos sem atividades pedagógicas era ainda maior na primeira semana de julho, quando 9 milhões de crianças e adolescentes (20% do total de matriculados) não receberam conteúdos escolares.

Desigualdade regional

A região Norte apresenta um índice de exclusão muito superior à média nacional: 33,4% dos alunos não tiveram acesso a atividades escolares no fim de setembro. No Nordeste, 19,9%.

Os índices são menores no Sudeste (9,1%), no Sul (4,8%) e no Centro-Oeste (5,4%).

Foto: Marcos Santos.

Comentários