O padre José Gilmar Moreira, da Paróquia Santa Teresinha, do Alto Róger, em João Pessoa, foi encontrado na tarde desta sexta-feira (16) na praia de Jacumã, no Conde, município do Litoral Sul da Paraíba. A informação foi confirmada pelo delegado responsável pelo caso, Victor Melo. No início da tarde, o carro do religioso havia sido encontrado na região da praia de Tambaba pela Polícia Civil.

Em entrevista ao chegar à Central de Polícia, o padre Gilmar afirmou que estava em cativeiro desde a última terça-feira (13). “Estava em um cativeiro abandonado no meio do mato. Consegui sair e fui caminhando pela estrada até ser encontrado”, disse.

Segundo o Jornal da Paraíba, o padre ainda agradeceu aos que rezaram por ele e se mobilizaram e se empenharam para encontrá-lo, garantindo que tudo acabasse bem.  Ele estava desaparecido desde a última terça-feira (13), quando saiu para acompanhar um velório e não deu mais notícias.

De acordo com o delegado Luciano Soares, na ocasião, equipes da Polícia Civil seguiam com destino à praia de Tambaba, onde o carro do padre havia sido localizado abandonado nesta tarde. “No percurso, os agentes reconheceram o rosto de um cidadão que caminhava às margens da PB 008, apresentando desidratação, quando foi identificado”, afirmou.

O delegado ainda afirmou que, visualmente, não foram percebidos sinais de violência física, contudo ele será submetido a atendimento médico. Segundo a Arquidiocese, ele está sendo acompanhado pelo setor jurídico da Arquidiocese e pessoas próximas ao sacerdote para que tudo seja esclarecido.

O seu irmão paroquial, Agenor Lima Rocha, afirmou que estava na viatura indo para onde o local em que o carro foi encontrado levar a chave reserva quando reconheceu o padre à beira da estrada. Segundo ele, o padre teria afirmado que foi sequestrado em um sinal próximo ao velório para onde se encaminhava e, desde então, estava em cativeiro.

Foto: Reprodução Google.

Comentários