O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse durante audiência pública no Senado que a criação de gado no Pantanal ajuda a diminuir o excesso de matéria orgânica, responsável pelos incêndios na região. As informações são do UOL.

Segundo o msn, na semana passada, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, já havia defendido a mesma tese de que o boi é o “bombeiro” da região. A tese é discordada por especialistas. “Ouvimos de várias fontes diferentes a necessidade de haver um reconhecimento do papel da criação de gado no Pantanal, uma vez que o gado também contribui para diminuir o que há de excesso de matéria orgânica, o capim, enfim, o pasto que ele ajuda a reduzir”, disse o ministro.

Salles disse que a alta das queimadas na região são causadas pelas altas temperaturas e baixa umidade. O ministro ainda defendeu que seja utilizado o uso preventivo do “fogo frio”, aplicado de forma controlada para diminuir a massa orgânica.

O ministro disse que o governo federal é responsável somente pela conservação de 6% do bioma, o que inclui unidades de conservação, terras indígenas e assentamentos e que a maior parte da região é de competência dos Estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Salles ainda discordou que haja um desmonte na área ambiental e culpou gestões passadas pelos problemas que a pasta enfrenta. “Recebemos o Ibama e o ICMBio com 50% do seu quadro de pessoal faltando, com orçamento deficitário, com problemas graves de infraestrutura. Então, estamos tentando, em meio a esse caos que o governo herdou de administrações passadas”, afirmou.

Foto: Reprodução Google.

Comentários