A batalha contra a Covid-19, enfrentada pelo funcionário púbico Ênio de Barros, durou 83 dias. Internado com estado grave, em João Pessoa, após receber o diagnóstico de infecção pelo novo coronavírus, ele recebeu alta médica no último domingo (26), dia do aniversário de 57 anos.

A decoração da comemoração em família junto com mensagens de força ainda enfeita a casa, assim como a felicidade de receber Ênio de volta. O pedido do aniversariante reflete a saudade que ele sentiu da esposa e dos três filhos: as camas de cada um da família foram colocadas na sala da residência para dormirem juntos.

Segundo o G1, Ênio começou a sentir os sintomas da Covid-19 dois dias antes de ser internado. No hospital, passou 72 dias em uma unidade de terapia intensiva (UTI). Ele lembra pouco do período de internação, mas se recorda do empenho dos profissionais de saúde em tratá-lo para que se recuperasse.

Quando entrou na fase em que não transmitia mais a doença, a companheira de Ênio, Paloma Barros, que é enfermeira, o acompanhou por 11 dias. “Com a ajuda dela e dos médicos conseguimos reverter tudo”, ressaltou o paraibano.

“A gente precisa de você. Vim cuidar de você e vou levar você pra casa”, foram as palavras de Paloma, que encheram de esperança e força o coração do marido.

O momento de dor e preocupação deixou uma lição importante para o paraibano. Emocionado, ele contou como se sentiu.

“Pensei no valor que a gente tem em dar para as pessoas, à família, tem que enxergar e dizer que ama enquanto está vivo. Pensava na minha família, como ia ser minha família sem mim. Eu sentia que tinha uma batalha que tinha que vencer”, destacou.

Ênio não ficou com sequelas causadas pela Covid-19. Com a convicção de que recebeu uma “nova chance para viver”, alertou outras pessoas para que adotem medidas de prevenção à doença.

“Eu espero que todo mundo compreenda que isso é muito sério, use máscara e obedeça as autoridades”, concluiu.

Foto: Reprodução Google.

Comentários