O gás de cozinha residencial (GLP) aumentará 5% nas distribuidoras. Com isso, o preço do botijão deve sofrer um aumento de até R$ 5, dependendo da modalidade de compra, na Paraíba. O produto poderá ser encontrado entre R$ 78 e R$ 82 a partir desta segunda-feira (27), segundo o Sindicato dos Revendedores de Gás de Cozinha da Paraíba (Sinregás).

Este é o quarto aumento seguido do ano. Segundo o Sinregás, a soma desses quatro aumentos está deixando o gás de cozinha 20,3% mais caro em relação ao preço que vinha sendo praticado nos primeiros meses do ano.

“As distribuidoras são as responsáveis pelo envase em diferentes tipos de botijão e, junto com as revendas, são responsáveis pelos preços ao consumidor final”, disse a assessoria de imprensa. Essa é a sexta vez que o produto sofre aumento, apenas em 2019. De acordo com o presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás de Cozinha da Paraíba (Sinregás), Marcos Antônio Bezerra, o valor do produto já subiu, pelo menos, 10 vezes neste ano, mas em algumas delas, a mudança não foi passada para o consumidor final.

Segundo o Jornal da Paraíba, apesar do aumento, a Petrobras informou, na última quarta-feira (22), que no acumulado do ano o produto ainda registra queda de 4,5%, ou R$ 1,26 por botijão de 13 kg. A Petrobras ressaltou que, desde novembro de 2019, igualou os preços de GLP para os segmentos residencial e industrial/comercial, e que o GLP é vendido pela Petrobras a granel.

Foto: Pedro Ventura.

Comentários