O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom, afirmou em coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira, 25, que o uso da hidroxicloroquina está suspenso no ensaio clínico Solidariedade (Solidarity). A decisão foi baseada em um estudo publicado no The Lancet e será revisada nas próximas semanas. Atualmente, 3,5 mil pacientes de 17 países foram inscritos na pesquisa da entidade global.

De acordo com Adhanom, o Grupo Executivo do estudo Solidariedade se reuniu no último sábado para tratar do assunto. No encontro, ficou decidido que o uso da hidroxicloroquina será suspenso até que se consiga fazer uma “análise abrangente e avaliação crítica de todas as evidências disponíveis globalmente”.

“A revisão irá considerar os dados coletados até o momento pelo estudo Solidarity e, em particular, os dados disponíveis randomizados e robustos, para avaliar adequadamente os possíveis benefícios e malefícios desse medicamento”, afirmou.

Segundo o msn, Michael Ryan, diretor executivo do Programa de Emergências em Saúde da OMS, garantiu que a suspensão não está ligada a nenhum problema com o ensaio clínico em si. “Estamos agindo com cautela”, afirmou.

Foto: Reprodução Google.

Comentários