Justiça revoga cautelar e autoriza réus da Operação Cartola frequentarem estádios na Paraíba

A Justiça da Paraíba revogou na terça-feira (10) as medidas cautelares que impediam os 17 réus investigados na Operação Cartola, que investiga resultados manipulados no futebol da Paraíba, de frequentarem estádios e partidas de futebol. A decisão é do juiz José Guedes Cavalcanti Neto, da 4ª Vara Criminal de João Pessoa.

Com a decisão, além da presença liberada nos estádios, os réus também podem voltar a frequentar tribunais desportivos e sedes dos clubes. A assessoria da 4ª Vara Criminal de João Pessoa informou ao globoesporte.com/pb que, após quase dois anos dessa medida cautelar ter sido imposta, o juízo achou por bem relaxar a medida, visto que muitos réus estavam sem conseguir exercer seus trabalhos de forma plena.

Apesar da decisão judicial ter sido adotada para todos os 17 réus do processo, ela acaba não sendo efetiva para três deles, que ainda cumprem medidas cautelares referentes a outro processo, também oriundo da Operação Cartola.

O ex-vice-presidente de futebol do Botafogo-PB, Breno Morais, o ex-presidente da Comissão Estadual de Arbitragem de Futebol da Paraíba (Ceaf-PB), José Renato, além do ex-árbitro auxiliar Tarcísio José, o Galeguinho, seguem impedidos de frequentar estádios e instituições desportivas.

Crédito imagem: Divulgação

News Paraíba com G1

Comentários