Ronaldo Guerra nega Bruno Cunha Lima no comando do Cidadania em Campina Grande

Segundo o Wscom, o presidente estadual do Cidadania e chefe de gabinete do Governo do Estado, Ronaldo Guerra, desfez hoje as especulações que circularam no carnaval dando conta de que o partido em Campina Grande iria mudar o comando para atender, primeiramente, ao ex-deputado Bruno Cunha Lima, e posteriormente a supostos indicados do presidente da Assembleia Adriano Galdino e do senador Veneziano Vital, ambos do PSB.

“Isso não existe. O nosso partido não é de aluguel ou intervencionista. Nós temos congressos que elegem os diretórios e em Campina o presidente chama-se Laerte Mello e ele vai ficar até 2021, data dos congressos municiais e conforme estabelece o estatuto partidário”, definiu Ronaldo.

Apesar de não mudar o comando em Campina Grande, Ronaldo Guerra disse que o partido está aberto para receber novas filiações para reforçar a legenda visando também as eleições municipais deste ano.

Quanto à filiação oficial do governador João Azevedo ao Cidadania, Ronaldo Guerra informou que ela deve ocorrer na segunda quinzena do mês de março, dependendo apenas da conciliação das agendas do governador e do presidente nacional Roberto Freire, “que faz questão de estar presente neste momento muito importante para o partido, não só na Paraíba , mas também em todo o Brasil”.

Foto: Reprodução Google.

Facebook Comments