Entidades reclamam de ‘salário pífio’ em seleção para o Ortotrauma

Várias instituições ligadas à saúde emitiram manifestos contrários ao edital para seleção de preenchimento de 824 vagas no Ortotrauma de Mangabeira, em João Pessoa, contra os salários aplicados aos aprovados no processo.

Conforme o edital, estavam previstos salários de R$ 1.039, abaixo do salário mínimo e menor que o permitido para profissionais da saúde como enfermeiros, nutricionistas e odontólogos.

Segundo o Portal Correio, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) resolveu corrigir o edital, alterando apenas os valores menores que o salário mínimo. As demais remunerações permaneceram menores que o esperado por categorias profissionais de saúde. Veja aqui.

Manifestação

De acordo com os manifestos de algumas entidades ligadas à profissionais da saúde na Paraíba, foi reclamado que as remunerações para o nível médio estavam abaixo do salário mínimo vigente, que é de R$ 1.045,00.

Em uma postagem nas redes sociais, o Coletivo Anna Nery de Enfermagem informou que, em contrapartida, o salário para os médicos é seis vezes maior que para os enfermeiros, chegando a R$ 7.500,00. “No Edital Nº 001/2020 do Processo Seletivo Simplificado do Complexo Hospitalar de Mangabeira, estipula um salário de R$ 1.225,00 para enfermeiros.

E para o nível médio o valor foi abaixo do mínimo, R$ 1.039,00, enquanto o mínimo é 1.045,00. Em mesmo Edital, supervaloriza os profissionais médicos, ofertando salário de R$ 7.500,00 ao instante que subvaloriza todos os demais de saúde”, diz a postagem.

Outros órgãos ligados à saúde também se manifestaram sobre o assunto. O Conselho Regional de Farmácia da Paraíba (CRF), caracterizou a remuneração apresentada inicialmente no edital como um “salário pífio”.

Os sindicatos dos Enfermeiros, dos Odontólogos e dos Nutricionistas também divulgaram uma nota em conjunto, repudiando as remunerações oferecidas no edital.

Impugnação do processo

Já o Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba (Coren-PB), entrou, ainda na tarde dessa quarta-feira (19), com um pedido de impugnação do edital da seleção. Entretanto, a PMJP emitiu uma nota explicando que não foi notificada sobre o pedido feito pela entidade, ficando impedida de comentar o assunto. “A Comissão do Processo Seletivo até o momento não foi notificada sobre a solicitação do COREN e só poderá se pronunciar após o recebimento do documento”, disse a prefeitura.

Retificação de salários

Foi publicada nesta quinta-feira (20) a primeira retificação ao edital da seleção para as vagas da saúde. Foram corrigidas as informações referentes ao salário das vagas para o nível médio, além da correção de um dos cargos disponíveis na seleção, como o de arquivista, que passa a ser auxiliar de arquivo. As demais remunerações não tiveram alteração, apesar das reclamações.

Foto: Dayse Euzébio.

Facebook Comments