Vítima de ataques diários, UPA Santa Rita bate record de atendimentos; unidade está em pleno funcionamento

Vítima de uma série de notícias inverídicas, veiculadas nos últimos dias, a UPA Santa Rita, localizado no Tibiri 2, respondeu com número aos questionamentos do News Paraiba.

Nossa reportagem esteve na unidade na tarde desta quarta-feira (19) para constatar a veracidade dos fatos informados e encontrou uma UPA em pleno funcionamento, atendendo à sua clientela dentro da normalidade.

À nossa equipe, foram apresentados números que reagiram record de atendimentos da unidade.

Em janeiro foram 4.859 atendimentos pela clínica geral e outros 2.291 atendimentos pediátricos, totalizando 7.150 pacientes atendidos. Só no primeiro mês do ano.

Em fevereiro, até a última segunda (17), foram 2.342 atendimentos em clínica geral e 1.213 na pediatria, chegando a 3.555 atendimentos na primeira metade do mês.

Na sexta (15), 130 pacientes atendidos; no sábado (16), foram 189 atendimentos e no domingo (17) 253 pessoas passaram pela UPA, totalizando 572 usuários atendidos e medicados, só no último final de semana.

Na início da semana, uma comissão do CRM-PB esteve no local e conversou com o diretor da UPA, Carlos Ferreira da Nóbrega Neto, mais conhecido como popular Carlinhos do Adesivo, sobre o quadro clínico.

O diretor explicou os trâmites da transição entre a OS que administrava equipamento e a gestão do Estado, que retornou o controle das unidades da redes estadual de saúde depois que o governador João Azevêdo rescindiu os contratos com as organizações sociais.

De acordo com Carlinhos todos os direitos da Acqua com os seus funcionários da equipe de apoio estão quitados, a exemplo de salários, rescisão e fundos e garantia.

Em relação aos médicos, estes eram contratados pela Acqua através de uma empresa médica. Para evitar problemas semelhantes ao de outra OS que contratava seus médicos sob o mesmo regime é que tiveram dificuldades em receber seus direitos, a Secretaria de Saúde estadual reteve os valores referentes a esses pagamentos, solicitou parecer da Procuradoria-Geral e agora vai pagar aos médicos da UPA Santa Rita diretamente em suas contas, o resultado é fruto de uma reunião entre direção, equipe e o secretário Geraldo Medeiros. A previsão é que se até o dia 29 deste mês, todos os pagamentos estejam quitados.

Um pedido de aumento salarial fez com que alguns profissionais médicos optassem por diminuir os plantões na unidade, isso ocorreu com uma pequena parte do corpo clínico, mas causou uma baixa em algumas escalas, o que já está sendo resolvido pela Secretaria de Saúde ido Estado.

Acertados os ditames financeiros, os médicos já haviam solicitado do secretário a contratação de mais um pediatra para compor a equipe da noite, já que para os plantões noturnos, o atendimento é feito por dois clínicos e um pediatra.

Atendidos por Geraldo Medeiros, agora a UPA busca um profissional para a vaga.

Assim ficarão as equipes médicas da UPA após a contratação:

Plantão diurno:

  • 2 clínicos gerais
  • 2 pediatras

Plantão noturno:

  • 2 clínicos gerais
  • 2 pediatras

Além do atendimento médico, a UPA Santa Rita conta com laboratório de análises clínicas 24 horas, farmácia, Raio-X, sala de curativos para procedimentos de baixa complexidade, sala de nebulização e leitos para internação após a estabilização dos pacientes agudos até que sejam levados para um hospital especializado.

Além dos serviços de urgência e emergência, finalidade para a qual as UPA’s foram criadas, a unidade de pronto atendimento de Santa Rita ainda tem feito atendimentos ambulatoriais, cumprido com deveres e obrigações das unidades de saúde do município.

“Hoje, 19 de fevereiro de 2020, nós tivemos na UPA de Santa Rita 4 médicos trabalhando, como de costume, 2 clínicos e 2 pediatras, durante todo o dia, até as 7 da noite. Agora no período noturno nós temos também 4 profissionais médicos trabalhando. Temos pediatra de plantão a noite inteira. Como tenho dito, é muito arriscado se propagar uma notícia que a UPA está sem médico, é muito arriscado e temos que combater isso com toda nossa energia, porque as pessoas que precisam recebem uma falsa notícia dessa que coloca a vida de quem precisa do atendimento em risco, seja uma criança, seja um idoso, seja quem for. Nós precisamos combater essas mentiras com verdades. Quem achar que está sendo enganado, visite a unidade. Durante toda noite nós teremos mais uma vez quatro profissionais médicos trabalhando na UPA. Quando assim não for, eu serei o primeiro a avisar, seja qual for o problema. Então, meus amigos, a UPA está aberta, está à disposição da população e podem ter certeza está pronta para atender à população de Santa Rita é quem mais a procurar”, disse Carlinhos do Adesivo, diretor da UPA de Santa Rita.

Facebook Comments