Claro
Escuro

Primeira-dama participa de ação de enfrentamento ao trabalho infantil e abuso sexual de crianças e adolescentes

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Humano realizou, nesta segunda-feira (17), no bloco Muriçoquinhas do Miramar, uma ação de Enfrentamento e Prevenção ao Trabalho Infantil e ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A 7ª edição desta campanha pretende atingir cerca de quatro mil pessoas e tem como tema “Carnaval também é proteção! Na folia você é responsável: Disque 123 e denuncie.” A ação contou com a presença da primeira-dama do Estado, Ana Maria Lins.

- Continua depois da Publicidade -

Durante a folia, a equipe envolvida nesta atividade distribuiu materiais informativos para os foliões com a temática do abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, trabalho infantil, bem como as formas para a realização de denúncias. No stand da campanha, as crianças que brincavam no bloco Muriçoquinhas do Miramar puderam fazer pinturas artísticas, tranças e ainda ganharam pulseiras de identificação, pipoca, algodão doce, pirulitos e balões. 

A primeira-dama Ana Lins comentou que esse tipo de ação é de grande relevância porque esclarece dúvidas e incentiva a população a denunciar qualquer tipo de violação de direitos das crianças e adolescentes. “Estamos no carnaval, época em que muitas vezes a exploração sexual e do trabalho infantil podem aumentar. Então realizar essa ação é fundamental para que a sociedade se conscientize e colabore com o enfrentamento dessas violações. É muito importante a presença do poder público juntamente com a população nesse evento alertando os pais e responsáveis a respeito deste assunto”, frisou.

“Sobre essa ação de hoje, podemos dizer que estamos fortalecendo cada vez mais nossa atuação no enfrentamento ao trabalho infantil e também na luta contra a exploração sexual de crianças e adolescentes. Esta ação informativa em pleno carnaval vem divulgar o Disque 123, que é um canal importante de denúncias, inclusive nosso estado é um dos poucos que tem este tipo de canal para denunciar qualquer que seja a violação de direitos. Este é um mecanismo importante para a gente aproveitar esse momento de alegria para chamar atenção para um problema que é real e que precisa ser enfrentado pelo poder público com o apoio da sociedade”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Humano, Tibério Limeira.

Em 2019, foram registrados na Paraíba 1.255 casos de trabalho infantil e abuso sexual de crianças e adolescentes. Muitas vezes a denúncia é feita de forma anônima através do Disque 123. “Anualmente a gente desenvolve uma série de atividades, a exemplo desta desenvolvida dentro das Muriçoquinhas, para chamar a atenção das crianças e de seus responsáveis para a importância de enfrentar o trabalho infantil e qualquer tipo de violação de direitos contra a criança ou adolescente. A partir do momento que o Disque 123 é ativado, a gente aciona a rede e faz o enfrentamento da violação de direitos”, observou a gerente executiva da Proteção Social Especial, Madalena Dias.

“A gente trabalha em rede e está presente em todas as campanhas que envolvem a política da criança e do adolescente. Essa ação no carnaval dá mais visibilidade a este tema, e embora seja um momento de festa, os pais recebem as informações com empatia e entendem que nunca podem esquecer os direitos das crianças e dos adolescentes”, disse a representante da Coordenadoria Estadual da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça da Paraíba, Silvia Eloy. 

Carlos Alberto é conselheiro tutelar e trabalha diariamente para manter os direitos das crianças e dos adolescentes. Ele parabenizou esta iniciativa do Governo do Estado. “É bastante importante incentivar o combate ao trabalho infantil e à exploração sexual. E esse local é adequado para a ação, porque muitos pais estão participando do evento junto com seus filhos; com isso a campanha tem um grande alcance”, observou. 

A dona de casa Rafaela Firmino levou o filho para se divertir nas Muriçoquinhas do Miramar e aproveitou para participar da ação da Secretaria de Desenvolvimento Humano. “Meu filho ganhou doces e pipoca, fez desenho no rosto e eu recebi algumas informações importantes sobre o Disque 123 e o combate à exploração de crianças. Achei bem legal a ação”, comentou.

Crédito imagem: Alberi Pontes

Mais Lidas

Vítor Hugo assina convênio e, pela primeira vez em sua história, Cabedelo consegue financiamento de R$ 30 milhões da Caixa para obras de...

Um contrato de financiamento firmado entre a Prefeitura Municipal de Cabedelo e a Caixa Econômica Federal vai possibilitar a realização de diversas...

Cagepa realiza campanha de renegociação de débitos até o fim do mês

A campanha Fique em Dia com a Cagepa entra na última semana de realização. Os clientes da companhia com alguma pendência têm...

João Azevêdo prevê desobrigar uso de máscaras em locais abetos na Paraíba no inicio de 2022

O governador da Paraíba, João Azevêdo, pregou cautela quanto a desobrigação do uso de máscaras em locais abertos e afirmou que a...

R$ 4 mil: Prefeitura paraibana regulamenta decreto com auxílio para professores

Os professores do município de Soledade, no Agreste da Paraíba, terão direito a um auxílio de R$ 4 mil. A medida foi...

Aprovado no Senado projeto que eleva piso de enfermeiros para R$ 4.750; técnicos, auxiliares e parteiras também terão aumento

O Plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (24), na forma de um substitutivo, o projeto que institui o piso salarial nacional do...