ALPB adota prudência para tratar de pedido de Impeachment

Prudência. Esse é o tom adotado pela Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Paraíba para tratar o pedido de impeachment contra o governador João Azevêdo (Cidadania), protocolado pela bancada de oposição na última quarta-feira (05).

Segundo o presidente da Casa, Adriano Galdino, a cautela se dá tendo em vista que o parlamento estadual nunca havia abordado o tema, nas últimas legislaturas.“Vamos analisar, estudar, discutir. Pedido de impeachment é algo novo para Casa. É uma situação diferente. O que o regimento diz sobre o assunto é algo muito trivial. É preciso ter muita calma”, ponderou.

Segundo o PBAgora, a partir de agora Galdino irá encomendar um parecer técnico da Procuradoria da Assembleia Legislativa e posteriormente fará um juízo de admissibilidade sobre o processo. No entanto,não há prazo para que isso ocorra.

Ou seja, ele não precisa ter pressa alguma para isso.O processo, se instalado, deverá seguir os mesmos trâmites já abordados pelo Congresso Nacional no caso da ex-presidente Dilma Roussef (PT). No caso da Paraíba, a Comissão Processante só será instalada caso haja votos de pelo menos 19 deputados.

Foto: Reprodução Google.

Facebook Comments