Governador é contra privatização de serviços da Cagepa em CG

O governador João Azevedo (sem partido) se posicionou contrário à privatização de serviços da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa).

Segundo João Azevêdo, há uma lei que deve modificar o sistema e por isso ele é contra a privatização– O sistema de água e saneamento vai passar por alterações porque essa lei será aprovada. Na Paraíba temos o subsídio cruzado. João Pessoa, Campina Grande, Cajazeiras e Guarabira garantem o tratamento das outras cidades, que são inviáveis [sozinhas].

A nossa briga é para que possamos avançar e que ele [o serviço] não seja privatizado – pontuou.

Segundo o PBAgora, durante entrevista, o governador criticou a prefeitura alegando que o gestor municipal está interessado apenas na rentabilidade da privatização.– O prefeito está mais preocupado com a arrecadação que vai ter com a venda dos serviços da Cagepa, mas a água de Campina vem de Boqueirão. A prefeitura soltou um edital, suspendemos e vamos continuar lutando – frisou.

Romero – Diante da polêmica, o prefeito Romero Rodrigues (PSD), anunciou que pretende fazer consulta pública sobre gestão de água e esgoto em CG.Romero reafirmou o constante diálogo da prefeitura com Cagepa, que está com a concessão expirada desde 2014.– É bom que se diga, que nós fizemos, nesse período recente, 5 reuniões com a Cagepa, das quais eu participei de 3.

Com o presidente da empresa, Dr. Marcus Vinícius, e duas na presença o Dr. Simão. Eles judicializaram o processo, ficou um pouco chato, mas aqui não tem mágoa de ninguém. Nós temos a obrigação, na condição de prefeito, de defender a cidade. A gente pode continuar dialogando, só depende deles, a nossa parte nós já fizemos – garantiu.

Facebook Comments