Vistoria do CRM constata falta de medicamentos e superlotação no Trauminha, em João Pessoa

Uma vistoria realizada no Complexo Hospitalar Governador Tarcísio Burity, o Trauminha, em João Pessoa, constatou irregularidades como falta de leitos e medicamentos básicos, além de superlotação na unidade hospitalar. A vistoria foi feita pelo Conselho Regional de Medicina (CRM) na tarde desta quarta-feira (15).

Assim como no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, vistoriado na última segunda-feira (13), o Trauminha tem enfrentado problemas como superlotação e falta de leitos suficientes, fazendo com que os pacientes fiquem esperando atendimento nos corredores do hospital, de acordo com o presidente do CRM, Roberto Magliano.

Segundo o Jornal da Paraíba, remédios comuns, como antibióticos e anestésicos, também estão em falta na unidade, além de irregularidades estruturais como paredes mofadas, cadeiras quebradas, não funcionamento de ar condicionado e elevadores, e ausência de roupas de cama para os pacientes também foram constatados pelo CRM.

O órgão fiscalizador informou que buscou apontar as inconformidades para que os gestores da unidade hospitalar possam repará-las.

A assessoria da Secretaria Municipal de Saúde informou que está à disposição para dialogar com a entidade e está aguardando o relatório da visita para que sejam tomadas as providências cabíveis e adequações necessárias.

Facebook Comments