Controlador da gestão Panta era lobista de organização criminosa no TCE, aponta delator da Calvário

O programa Correio Debate, da 98 FM CorreioSat, trouxe toda cobertura da revelação do mais novo trecho das gravações de Daniel Gomes, diretor da Cruz Vermelha e delator da Operação Calvário, que traz consigo toda participação do advogado e Controlador Geral da gestão Panta na prefeitura de Santa Rita, Diogo Mariz, em negociações de votos dos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado para aprovar contas da OS que administrava a Saúde do Estado nos governos de Ricardo Coutinho.

É a segunda vez que Mariz é citado nas gravações envolvido em negociatas relacionadas ao TCE-PB.

Nas transcrições a seguir, Diogo Mariz está em um restaurante de João Pessoa, onde foi apresentado a Daniel Gomes pelo ex-procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro, que se ausentou do local logo em seguida.

Na conversa, Daniel afirma que precisa do lobby de Diogo, que é filho do ex-conselheiro José Mariz, dentro do Tribunal de Contas para derrubar itens do relatório da auditoria da corte, que apontou cinco irregularidades nas contas da Cruz Vermelha referentes ao ano de 2012.

Na conversa, segundo a transcrição, Diogo negocia uma comissão de 25% de certo valor para garantir os votos de cinco dos sete conselheiros pela aprovação das contas, além de acertar para si um valor extraído de um contrato com o escritório de advocacia Vilar Advogados como parte do pagamento pelo meio de campo que faria a partir dali.

No mesmo encontro, ainda de acordo com o relatório do Gaeco, Diogo Mariz recebe parte do valor acordado em dinheiro vivo, que teria sido entregue por Daniel em mãos.

Confira agora toda cobertura do radiofônico Correio Debate dada ao caso com a transcrição completa da conversa entre Diogo Mariz e Daniel Gomes.

OUÇA:

News Paraíba

Facebook Comments